14 dicas valiosas para manter o foco antes da prova

Só você sabe o quanto se dedicou, quantas horas se sacrificou e de tudo o que teve de abrir mão para estudar, como por exemplo internet, redes sociais, celular, TV, videogame, revistas etc.

Além disso, quantas vezes teve que driblar o sono e o cansaço para conseguir ler mais um parágrafo ou fazer mais algumas questões do simulado?

Tudo isso pode ser motivo para você se distrair e perder a concentração nos estudos. Quando você está estudando para o concurso ou vestibular, perder-se estar desatento pode ser muito prejudicial, já que a matéria é grande e, uma vez desconcentrado, voltar ao ritmo pode ser tarefa árdua.

Por isso, agora que você está na reta final, não pode deixar a peteca cair! Mas depois de tanto conteúdo estudado, cansaço acumulado e com a ansiedade aumentando pela chegada do dia da prova, como conseguir manter a motivação e o pique para ter um bom desempenho?

Não se preocupe: nosso post de hoje chegou para te ajudar com dicas incríveis para que você tire proveito da melhor forma possível de tudo o que você estudou.

Afinal, no fim das contas, estamos falando de um grande investimento em você e na sua vida. Manter a memória ativa, o conteúdo fresco, mente e corpo preparados é o que você precisa!

Confira nossas dicas para manter o foco na reta final do concurso ou vestibular:

manter o foco

Organize o seu ambiente

Você faz o estilo bagunceiro? Pois deixe a bagunça de lado e organize o seu ambiente de estudo ou, pelo menos, a sua escrivaninha.

É comprovado que uma mesa cheia de objetos dificulta a atenção, pois você perde o seu foco em meio a tanta bagunça.

Antes de sentar e estudar, retire tudo aquilo que é inútil de perto, ou disponha os objetos de forma bem organizada – mesmo porque, assim fica mais fácil de você encontrar um livro ou caderno que precise, sem perder tempo.

Os seus estudos (e a sua mãe) agradecem!

manter o foco

Suma com as distrações

Na hora de organizar o seu ambiente, aproveite e tire de perto tudo aquilo que pode ser interessante e fácil de chamar a sua atenção: revistas, livros que não são de estudo e celular devem ir pra longe. No caso do último, manter no silencioso também serve.

Se você precisa mexer no computador para estudar e fica sempre com aquela vontade irresistível de entrar nas redes sociais, uma boa ideia é baixar extensões que bloqueiam esses sites.

Você as instala e programa um tempo máximo em que você pode permanecer no Facebook, por exemplo. Vamos supor, dez minutos por dia.

Estourado esse limite, a rede é bloqueada e você não mais pode entrar, sendo obrigado a voltar aos estudos.

manter o foco

Defina metas

Quer manter o foco? Desafie você mesmo.

Se você é daqueles que se perdem muito ao longo das horas de estudo, faça o seguinte: antes de começar a estudar, estabeleça metas para o dia, defina o tempo e tente cumprir os objetivos.

Tratar o tempo de estudos como um jogo a ser ganho pode ser interessante, pois você se motiva e, para conseguir chegar lá, é obrigado a manter o foco.

manter o foco

Hora de Revisar

Agora que o dia se aproxima, nada de querer absorver grandes conteúdos: hora de rever seus resumos e refrescar a memória!

Especialistas são unânimes ao dizer que é muito melhor rever conteúdos do que se dedicar a novos assuntos.

O momento não permite pegar em livros extensos, como se sua prova só fosse acontecer daqui a um ano.

Tentar lidar com essa grande quantidade de informação em pouco tempo só vai te deixar mais aflito e ocupar um tempo precioso, que podia ser bem melhor aproveitado se você estivesse se dedicando a revisar a matéria.

manter o foco

Escolha o melhor horário

Em qual horário você consegue se concentrar melhor nos estudos?

Isso varia de acordo com cada um. Há vestibulandos que estudam melhor à noite, outros melhor pela manhã, logo depois de acordar.

Há também os que preferem a tarde. Se você faz cursinho, é bom pensar nisso para escolher o turno das aulas também.

manter o foco

Ensaiando: simule a situação da prova do concurso

É hora de se dedicar à provas passadas e simulados, certo? Faça isso como se fosse o dia da prova.

Marque seu tempo, esteja em um ambiente tranquilo e silencioso, faça pausas, estipule paradas para pequenos lanches, não deixe de se hidratar o tempo inteiro.

Divida o tempo de cada tema da prova e aproveite para verificar em qual assunto você precisa de mais ou menos tempo – como bem disse Saramago, “não tenhamos pressa, mas não percamos tempo”.

Passar muitas horas resolvendo as questões é uma realidade que você vai enfrentar em alguns dias.

Portanto, esse tipo de treino vai ajudar seu corpo (a atividade cerebral intensa que a prova demanda é extremamente desgastante e consome muita energia) e seu cérebro a entenderem e lidarem melhor com a dinâmica da prova.

manter o foco

Não deixe pra trás os conteúdos que você domina

Ok, você tem uma grande facilidade em determinada matéria e ela não te causa grandes preocupações.

Ainda assim, dedique-se a fazer exercícios e provas anteriores para manter o assunto fresco.

Sabe quando a gente fica muito seguro e tranquilo com algo que às vezes até pode correr o risco de ser um pouco displicente? Não deixe isso acontecer com você – isso pode significar deixar de pontuar por um descuido dessa natureza.

E não se esqueça de verificar o edital com bastante atenção, para focar naquilo que ele pede e não deixar nada pra trás!

manter o foco

Equilibre suas expectativas

A maneira mais fácil de se frustrar é não saber ajustar as expectativas à realidade.

Sim, por várias vezes você ouviu seus professores falando de uma quantidade sobrehumana de livros que deveriam fazer parte da preparação para a sua prova. E você (como a maioria das pessoas) não pode deixar de trabalhar para estudar.

É bem possível que eles tenham razão, mas não faça disso algo assustador. Ninguém consegue abraçar o mundo!

Você fez o que foi possível; se ficou algo para trás, não deixe que isso te cause frustração ou te desespere. Conciliar estudos e trabalho é difícil mesmo!

Por outro lado, quantos juízes que passaram em concursos eram antes promotores? A maior parte deles!

Isso mostra que seu objetivo é alcançável, mesmo que seja necessário equalizar estudo e trabalho e investir um pouco mais de tempo. Só não deixe esse tipo de pensamento atrapalhar seu desempenho numa prova que pode ser decisiva.

manter o foco

Seja seu melhor amigo

Da mesma forma que quem cria pensamentos negativos é você mesmo, os pensamentos positivos também são de sua responsabilidade. Não deixe sua autoconfiança e autoestima serem minadas por pensamentos ruins.

Auto-críticas destrutivas a você e ao seu desempenho vão te deixar abatido e sem energia. Veja seus erros e fracassos como informações preciosas para fazer um diagnóstico preciso de onde as coisas deram errado.

Assim, elas podem acabar se tornando “munição” para não dar vez à auto-sabotagens que podem comprometer suas condições de fazer a prova.

Se deu errado uma vez, não quer dizer que vai dar de novo. Uma atitude positiva vai afetar sua energia de uma forma positiva, tenha certeza!

manter o foco

Programe-se para as duas últimas semanas

Que tal elaborar um cronograma especial para organizar seus estudos na reta final?

Verifique o as suas prioridades – precisa fazer exercícios ou conferir algum conteúdo que ainda não está consolidado? Estipule o tempo que você vai se dedicar a cada coisa.

Numa entrevista para a revista Exame, Marcelo Ferreira (primeiro lugar no concurso da Petrobrás em 2010) disse que, uma semana antes das provas, diminuiu o ritmo e estudava uma matéria por dia pelos seus próprios resumos: “Não aumentei a intensidade, na verdade diminuí um pouco o ritmo, mas isso depende de cada pessoa”.

E claro, não deixe jamais de separar um tempo pra relaxar, seja para alguma atividade ao ar livre, cinema ou qualquer coisa que te ajude a espairecer e controlar a ansiedade.

manter o foco

Espante os fantasmas

É só o grande dia ir se aproximando que o espaço para pensamentos que “assombram” o estudante começa a aparecer e aumentar.

O grande temor de esquecer a matéria estudada  (os famosos “brancos”), o medo de não passar, de frustrar a família ou a você mesmo, a culpa por ter saído com os amigos para tomar uma cerveja ao invés de estudar, a dúvida se estudou certo.

E até mesmo, depois de todo o esforço, ao começar a trabalhar no tão sonhado cargo, correr o risco de se decepcionar e se frustrar.

Antes de mais nada, saiba que esses pensamentos são fruto da ansiedade, insegurança e nervosismo – mais do que naturais com a chegada da prova.

Ficar tranquilo e conseguir enxergar as coisas com clareza e racionalidade são a primeira providência para não deixar pensamentos ruins te abalarem.

Quanto aos riscos, sim, eles existem e ninguém está livre de se frustrar por uma escolha! E caso aconteça, fique com a consciência tranquila de que você deu o seu melhor por aquilo que acreditou.

E saiba que novos rumos podem ser tomados a qualquer momento, de acordo com  o que te fizer mais feliz.

manter o foco

Faça exercícios físicos

Você não deve exercitar apenas o cérebro, mas o corpo também! Fazendo exercícios físicos, você compensa o esforço mental e descarrega a tensão, o que permite ao cérebro a funcionar melhor.

Além disso, manter o seu corpo ativo ajuda no sono – logo, você repousa com mais facilidade e acorda mais disposto e com maior capacidade de concentração no dia seguinte.

Escolha uma atividade que você gosta e vá suar um pouco!

manter o foco

Bom desempenho = descanso e boa alimentação

Nunca é demais lembrar: bom sono e alimentação balanceada vão ajudar seu corpo a lidar melhor com a estressante situação de prova. Isso é um fato!

Cuidado com o uso de estimulantes químicos, psicotrópicos, psicoestimulantes. O preço pode ser alto demais, pois os efeitos colaterais podem atrapalhar e muito ao invés de ajudar. Só o faça em casos de extrema necessidade e com acompanhamento médico.

Portanto, descanse bem e não exagere: se osexcessos são prejudiciais durante seu processo de preparação, na reta final o cuidado tem que ser ainda maior.

A falta de sono dificulta a concentração e o foco em assuntos complexos por um longo período de tempo. Tente dormir, pelo menos, sete horas por dia.

Se possível, oito horas, que é o ideal. Mas isso varia de acordo com cada pessoa.

manter o foco

Chegou o dia

Finalmente chegou o dia para o qual você se preparou tanto! Nervosismo e ansiedade são normais, mas não deixe que eles te desestabilizem.

Com alguns cuidados, dá pra manter o equilíbrio e a tranquilidade para fazer uma boa prova! Veja essas dicas extras:

  • Mais uma vez, dormir bem é fundamental;

  • Alimente-se bem e tente não sair muito dos seus hábitos alimentares – seu organismo pode estranhar algum tipo de comida muito diferente. Opte por alimentos de fácil digestão, pra não correr o risco de causar nenhum desconforto. Não se esqueça de levar água para hidratar e pequenos lanches (como barrinhas de cereal, castanhas e frutas desidratadas) – eles ajudam a dar energia;
  • Não se esqueça de conferir seus comprovantes de inscrição do concurso, documentos e caneta ou material de acordo com o edital;
  • Se possível, vá antes ao seu local de prova para conhecer o trajeto e saber quanto tempo vai gastar no seu deslocamento. Afinal, você não vai querer correr o risco de ficar ansioso por conta de atrasos, não é verdade?

  • Use roupas e calçados confortáveis;

  • Se sentir que está ficando tenso (os ombros são os que mais sofrem com a tensão), alongue-se ou aproveite para ir ao banheiro e esticar as pernas. Um corpo cansado, sem reserva de energia ou com dor de cabeça pode comprometer seriamente seu desempenho na prova;

Setredos dos Concursos

  • Não se preocupe com o tempo dos outros candidatos. Finalizar uma prova em pouco tempo não necessariamente quer dizer bom desempenho. Relaxe e tenha seu tempo – sem esquecer de gerenciá-lo de acordo com o assunto que você demande mais ou menos tempo.

Gostou das dicas? Você tem algum segredo infalível que te ajuda a manter o foco nos estudos? Compartilhe com a gente!

Forte abraço,

Léo Oliveira.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.