Como escolher o melhor concurso para o meu perfil?

 

Essa é uma pergunta bem complicada e que paira na cabeça de muita gente…

Concurso público é o que não falta por aí.

São muitas  as instituições que oferecem boas oportunidades ao longo do ano, e é sempre válido ficar de olho em todas elas.

Porém, essa oferta exuberante pode ser um grande problema para os concurseiros.

Afinal, são mais matérias para estudar, mais livros ou apostilas para comprar, mais tempo dedicado e mais dinheiro investido.

Nesse ritmo, além de gastar muito, torna-se mais difícil conseguir a aprovação, pois pouco se estuda para cada um dos concursos de forma mais dedicada, já que a atenção acaba dividida.

E se você passar em um concurso e descobrir que detesta a função que irá exercer? Putz…isso é péssimo!

É preciso considerar isso também.

Por isso, o melhor que você pode fazer é selecionar os concursos que mais tem a ver com o seu perfil.

Você sabe escolher o melhor concurso e que mais tem a ver com o seu perfil?

Não sabe como? Vou te ajudar! Confira! 😉

Conheça a você mesmo

Antes de tudo, você precisa saber do que gosta.

O que você se vê fazendo, com prazer, no futuro?

A partir desse autoconhecimento, é preciso escolher entre as seis grandes carreiras públicas: administrativa, bancária, fiscal, policial, tribunais e especiais.

Em todas elas, há cargos para diferentes tipos de escolaridade.

O ideal é que você saiba quais funções irá exercer nos diferentes cargos, e veja qual mais combina com você.

Para isso, vale não só pesquisar na internet, mas também conversar com profissionais da área e visitar o ambiente de trabalho das instituições, a fim de conhecer a cultura organizacional pode ser um ponto chave na escolha correta.

Após descobrir o que mais te interessa, foque nos concursos dessas áreas.

Além de estudar com mais prazer, mais motivado e, portanto, de forma mais eficiente, muito provavelmente você ficará satisfeito com o seu futuro trabalho/emprego/oportunidade que vai te completar e satisfazer profissionalmente e pessoalmente, no caso de uma aprovação.

A distância é um problema?

Concursos federais oferecem vagas em todo o país; estaduais, no estado em que está sendo realizado; e municipais, apenas na cidade.

Você se importaria de se mudar e ir morar longe da sua família e amigos?

Essa decisão é fundamental para decidir se você deve ou não investir em determinados concursos.

Se você é daqueles que não querem, de forma alguma, mudar de cidade, aposte em um concurso para a sua cidade ou, pelo menos, nas proximidades.

Para os demais, o caminho é considerar quais cidades mais interessaria viver, de acordo com as vagas oferecidas.

Claro que há a possibilidade futura de mobilidade, mas é uma questão a ser considerada antes de se fazer a inscrição.

Dinheiro na mão

Não vamos negar que o salário é um dos itens mais importantes no momento de escolher os concursos que te interessam.

De antemão, você deve saber que, no funcionalismo público, eles costumam ser bons, mas, geralmente, pouco aumentam ao longo da carreira, ao contrário da iniciativa privada.

Consciente disso, você deve procurar concursos que atendam as suas expectativas salariais futuras.

Não, você não deve aceitar qualquer coisa que vier pela frente – após alguns anos, talvez você fique frustrado.

Uma opção que eu recomendo é, até mesmo, investir em um concurso com um salário razoável, para resolver a situação atual.

Buscar inicialmente um salário mais digno e o mais importante: estável.

Pode ser pouco mas todo mês estará na sua conta faça chuva ou faça sol.

Após garantir uma estabilidade inicial, ai sim com uma base e dinheiro no bolso, procurar editais com cargos mais bem remunerados.

Não vá com muita cede ao pote, você pode subir aos poucos e alcançar ótimas recompensas dessa forma!

Não caia em armadilhas

É natural que os candidatos se sintam mais atraídos para concursos que ofereçam um grande número de vagas, e desprezem aqueles com poucas.

Mas não fique nessa, pois nem sempre vale a pena.

Há muitos editais com pequeno número de vagas e cadastro de reserva que realizam várias nomeações, mais até do que os que apresentam mais oportunidades.

Outra armadilha a ser evitada é fugir de concursos que cobrem disciplinas que são o seu ponto fraco.

Mas isso não pode ser um obstáculo para você.

Para vencer você precisa ter pensamento de vitorioso.

E se a vaga te interessa muito, sempre é possível aprender, ainda mais porque as aulas de cursos preparatórios partem do zero, e você pode começar do princípio.

Considerando todos esses fatores, será muito mais fácil para você escolher um concurso que combine com o seu perfil.

Assim, você evita investimentos que não valem a pena e futuras decepções.

Você já decidiu?

02J69182

Estabilidade profissional, benefícios trabalhistas, boa remuneração.

Você já decidiu que o que quer mesmo para sua vida profissional é ser um servidor público e sabe que para isso é preciso focar e estudar muito para passar em algum concurso.

Parabéns, você já deu um grande passo!

Agora, para que não perca tempo caindo em armadilhas, que tal saber como escolher o concurso que mais se encaixa com o seu perfil?

Preparei essa parte do post para te ajudar a tirar dúvidas e decidir sobre qual o melhor concurso para você. Observe!

Em qual esfera atuar?

Federal, estadual ou municipal?

Qual tipo de cargo público você procura?

Lembre-se:

Em um concurso estadual é possível que haja maiores oportunidades em uma cidade do interior do estado.

No caso de um cargo na área federal, o servidor poderá ser transferido para cidades em outro estado.

Porém, se você não tem a intenção de morar em outra região, o municipal pode ser a melhor alternativa.

Uma vez definido o tipo de cargo público, devemos escolher a área de atuação, que podemos dividir basicamente em três tipos:

Jurídica

A maioria exige bacharelado em Direito, mas há oportunidades atrativas para outras graduações e até mesmo para quem possui apenas o ensino médio.

Os cargos mais procurados estão na área jurídica federal, dentre eles: procuradores, delegados, advogado da União, entre outros (estes somente para candidatos formados em Direito).

Para os que possuem graduação em outras áreas ou apenas ensino médio, os cargos mais destacados são: auditor fiscal da Receita Federal, policial rodoviário Federal, escriturário do Banco do Brasil, etc.

Fiscal

Compreende todos os concursos de órgãos públicos de fiscalização do Executivo e os candidatos podem ser graduados em qualquer curso de nível superior.

Esta área é uma das mais procuradas, pois geralmente oferece boa remuneração e condições de trabalho, além de inúmeras oportunidades, entre elas: auditores e analistas fiscais da Receita Federal, do Trabalho, Estadual, Municipal, INSS, etc.

Técnica

Para os concursos desta área, podem concorrer pessoas com curso superior ou não.

Possuem regularidade devido às dezenas de órgãos envolvidos.

São os cargos operacionais, da área da saúde, educação, administração, bancária, segurança pública, etc.

Alguns exemplos: técnicos para cargos administrativos, para cargos em bancos públicos (Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, BNDS), para tribunais, defensorias, entre outros.

Podemos ver que são inúmeras as áreas e oportunidades para um concurseiro, e recomendamos que estabeleça-se uma meta com base na sua personalidade (formação, experiências profissionais, afinidade e vocação), e não na quantidade de candidatos ou apenas na remuneração oferecida.

Como proceder na escolha?

Candidatar-se à uma vaga, dedicar dias a fio estudando para, quando conquistá-la, perceber que as tarefas do dia a dia lhe são enfadonhas e até mesmo insuportáveis, é nadar contra a maré, além de poder afetar diretamente em seus resultados e desempenho.

Para isso não acontecer esteja atento ao edital, às características da rotina do trabalho e do órgão escolhido.

Pesquise e se informe antes de tudo!

Outro erro bastante comum é querer “atirar para todos os lados”, se candidatando à vagas com o único intuito de conseguir alguma a qualquer custo.

Essa atitude pode até aumentar o leque de possibilidades, porém fará com que caia o seu rendimento e, ainda, poderá atrasar a entrada em uma vaga mais indicada ao seu perfil.

Isso porque você poderá perder o foco nos estudos, já que cada concurso tem características próprias, e matérias a serem estudadas.

Uma alternativa é o chamado “Concurso Escada”, que não é o escolhido final, mas que traz segurança financeira para aqueles concurseiros que não podem ficar sem remuneração durante os estudos.

É o que eu costumo chamar de “trampolim da vitória”. 🙂

Este tipo de concurso costuma ter uma jornada de trabalho reduzida, possibilitando ao candidato algum tempo livre, ao mesmo tempo que gera renda, para continuar a estudar.

Porém, fundamental ter atenção e foco para não se acomodar nesta vaga e desistir do concurso almejado.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre como trilhar o caminho do concurso público dos sonhos, que tal voltar aos estudos?

Seja Aprovado em Qualquer Concurso!

Quais outras dicas você teria para ajudar os concurseiros que estão buscando aquele concurso ideal? Compartilhe com a gente!

Lembre-se seu comentário é muito importante para mim!

Através do seu feedback é que eu consigo buscar cada vez mais conteúdo de qualidade para você!

Sucesso e bons estudos!

2 comentários em “Como escolher o melhor concurso para o meu perfil?”

  1. Leo, boa tarde. Muito grata pelas orientações. Tenho formação em engenharia de produção e vou começar do zero os estudos… gostaria de alguns exemplos de “trampolins da vitória” no cenário atual.
    poderia me ajudar?!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.