Como os simulados online podem te ajudar nos Concursos?

Os simulados para concursos — sejam esses concursos de qualquer natureza, como Enem, vestibular, concursos públicos, e etc., não servem somente para que você “simule” que está fazendo uma prova.

Esse tipo de avaliação é capaz de te dar muitas informações sobre o concurso que você está concorrendo e sobre o seu desempenho, e serve como grande diferencial para a sua aprovação.

Pensando nisso, resolvi fazer o post de hoje, mostrando alguns fatores que provam como os simulados online podem te ajudar nos Concursos Públicos, e que você deve sim, levar os simulados a sério, pois eles podem ser o grande diferencial na hora de você conseguir alcançar a aprovação!

Continue acompanhando e aproveite a leitura sobre os Simulados Online e outras dicas inéditas!

Prova-do-ENEM

Familiarização com as questões reais da prova

Muitos alunos que optam apenas por estudar os conteúdos dos livros, sem realizar simulados, acabam aprendendo as matérias, mas não “pegam o jeito”, o “macete” para saber interpretar e responder corretamente, às questões cobradas nas provas (afinal, interpretação é tudo!).

Cada tipo de concurso tem suas características básicas — e que podem ser muito diferentes entre si.

Entretanto, na maioria dos casos, as provas de determinada instituição não mudam muito o estilo de um ano para o outro.

Às vezes, pode acontecer até mesmo, de uma prova repetir determinadas questões que caíram em edições anteriores.

E é por isso que os simulados são fundamentalmente importantes nessa fase da preparação, pois serão um dos seus maiores aliados.

Dessa forma, lembre-se: os simulados online te farão entender como é o nível das questões das provas e ainda poderão te dar boas dicas sobre como direcionar os seus estudos!

Medir o tempo gasto

Medir o tempo gasto em cada questão com Simulados Online

Sempre que você realiza um simulado, ele deve ser levado totalmente a sério, como se você estivesse no dia da prova, realizando a avaliação de verdade.

Essa é uma grande dica, que por si só, se for implementada na sua preparação, irá proporcionar um grande salto de performance na sua preparação.

Muitas pessoas, me perguntam o porquê disso, e agora eu vou revelar para você!

Fazer um simulado, colocando o máximo de condições parecidas com o seu dia de prova, fará você treinar muitas condições e circunstâncias que você só poderá passar no dia da prova.

E quando você consegue simular por exemplo, o tempo gasto em cada questão, o ambiente de prova, a escassez de tempo, o nervosismo que a prova gera em você, e todas emoções envolvidas no dia da prova, você irá conseguir adquirir práticas e simular também o seu desempenho nesse tipo de situação e complexidade, dessa forma, as chances de que você irá ter um desempenho muito melhor no dia do seu concurso serão muito maiores, pode acreditar no que eu estou falando!

Você poderá testar várias estratégias de realização de simulados, por exemplo: começando pelas questões mais fáceis e deixando as mais difíceis para o final — ou o contrário —, para saber qual maneira te faz render mais e te ajudará a alcançar a aprovação.

Fixar o conteúdo

Simulados Online ajudam na fixação do conteúdo

Quando você precisa raciocinar e “quebrar a cabeça” para descobrir a resposta de determinada questão, você está, automaticamente, exercitando a sua mente e fixando o conteúdo.

Isso é muito importante, pois somente ler o material disponível, não te garante saber desenvolver o raciocínio necessário para acertar as respostas da avaliação.

Porém, quando você pratica esse hábito de estudar lendo e fazendo anotações, juntamente com o hábito de realizar simulados constantemente, você estará criando circunstâncias para que todo o conteúdo seja aprendido com mais facilidade e você vai adquirir muito mais prática para desenvolver o raciocínio necessário para resolver qualquer questão de concurso.

Essa é uma grande sacada que você deve anotar com muito carinho no seu caderno de anotações! 😉

somos todos escravos da rotina

“Quebrar a rotina” dos estudos usando os Simulados Online

Você provavelmente já se sentiu cansado de tanto ler, ler, fazer gráficos de estudos, ler novamente, fazer resumos, fazer exercícios e esquemas, não é mesmo?

Muitas vezes, ao cairmos na rotina de estudo, acabamos diminuindo o nosso rendimento…

Entretanto, quando paramos algumas vezes na semana para realizar simulados, esse fato por si só já irá “dar um gás” a mais nos estudos, afinal, é o momento de “quebrar a rotina”.

Os simulados são como desafios que propomos a nós mesmos, sempre com a intenção de nos superarmos cada vez mais.

Se você encarar o simulados assim, como uma importante etapa na sua preparação, os resultados começarão a surgir rapidamente na sua jornada de concurseiro, pode ter certeza!

Onde precisamos nos dedicar mais

Depois de fazer um simulado e ter o resultado em mãos, as suas surpresas podem ser muitas…

Você pode descobrir, por exemplo, que anda se saindo melhor nas matérias de humanas do que nas de exatas e esse resultado já é um indício que você precisa dedicar mais tempo à segunda opção.

A mesma técnica vale tanto para as questões fechadas quanto as abertas, não importa.

Isso é fundamental, para obter um feedback de estudos (que a gente vai entender mais abaixo do que se trata, já vou explicar esse termo) e possibilitar que a sua preparação dê um salto de performance a cada simulado que você se dispõe a fazer.

Treinar com os simulados

É possível treinar a estrutura das questões da prova?

Alguns concursos possuem a estrutura de questões muito específica, como é o caso do Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), que tem como característica questões com textos muito extensos.

Assim como treinar para uma maratona, treinar para uma prova de concurso também é extremamente necessário.

Criar uma estratégia para desenvolver as questões de acordo com o seu padrão e características, pode fazer muita diferença na hora de ser aprovado ou não.

Você pode experimentar, por exemplo, ler os enunciados primeiro e depois ir buscando as respostas ao longo do texto, como forma de ganhar tempo.

Vale a pena praticar e tentar descobrir qual a melhor estratégia de desempenho dependendo do tipo de prova e das suas habilidades.

Saiba qual é a importância do feedback nos estudos

Saiba qual é a importância do feedback nos estudos

Agora pouco eu disse que fazer simulados online era fundamental, para obter um feedback de estudos e possibilitar que a sua preparação dê um salto de performance a cada simulado que você se dispõe a fazer.

Mas o que é feedback de estudos?

Uma das ferramentas mais importantes para o desenvolvimento pessoal é, sem dúvidas, o feedback.

O feedback nos estudos é um mecanismo que nos vai permitir visualizar e medir o quanto temos evoluído em relação ao que planejamos. Inclusive de modo a se apurar o quanto evoluímos nesse processo de aprendizagem e quanto ainda falta para atingir a totalidade de conteúdos a serem estudados, dentro de um determinado período de tempo.

Quem tem metas grandiosas, como, por exemplo, passar em um concurso, conquistar um bom emprego ou ser promovido, não deve abrir mão do feedback, pois, ele é responsável por, não apenas mensurar os avanços, como também, por ajudar a redirecionar as metodologias e estratégias para o alcance de objetivos.

Como saber se você está progredindo e se está no caminho certo, se não houver feedback?

O feedback ajuda a avaliar sua performance enquanto profissional e estudante, colocando em evidência os pontos fortes e os pontos passíveis de melhora.

Veja a seguir, esses e outros motivos pelos quais o feedback é tão importante durante o processo de preparação para concursos e exames.

Autogerenciamento nos estudosO feedback é um instrumento para o autogerenciamento dos estudos

Ainda que o concurseiro participe de grupos de estudo na internet ou esteja matriculado em um bom cursinho preparatório, a chave para sucesso está nas suas mãos e não na mão de terceiros.

É da determinação, foco, disciplina e concentração do próprio concurseiro, que depende o bom resultado na prova.

Nesse contexto, o feedback é um excelente instrumento para o autogerenciamento dos estudos, afinal, esse mecanismo nos permite medir a evolução de acordo com o que foi planejado.

O feedback ajuda a otimizar o tempo

O feedback contínuo durante a preparação para o concurso também contribui – e muito – para a otimização do tempo nos estudos, já que, através desse retorno, é possível identificar em quais matérias você já está pronto e quais os conteúdos ainda faltam para ser estudados até a data da prova.

Sem o feedback, é provável que você não aproveite o tempo tão bem quanto poderia.

Automotivação

O feedback cumpre um papel emocional ao longo da preparação

Do ponto de vista emocional, o feedback pode ser bastante positivo, pois, ao recorrer a essa prática e visualizar de maneira clara o quanto avançou, o concurseiro se sentirá mais forte e motivado a continuar.

Além disso, ficará satisfeito com o retorno de seu trabalho e esforço ao longo do processo de preparação.

Aqui, cada pequena conquista e progresso serão encarados como verdadeiros estímulos para seguir estudando e se dedicando.

O feedback é uma ferramenta construtiva

O feedback pode ser bom, pode ser ruim, pode superar as expectativas ou ficar abaixo delas, no entanto, se essa ferramenta for usada de maneira adequada, mesmo quando o resultado do feedback não for o esperado, ele pode ser convertido em algo construtivo.

Por exemplo, se o feedback apontar que o cumprimento do seu cronograma de estudos está atrasado, você pode usar essa informação para mudar seus métodos, estabelecer conteúdos como prioridade e agilizar a sua preparação.

Da mesma forma, se você notar que não está bem em uma matéria, poderá se dedicar mais a ela.

Como ter feedback nos estudos?

Nos estudos, você pode ter o feedback de um professor, de um colega e de outros concurseiros, mas, se você está estudando sozinho, boas formas de conseguir o feedback de sua performance consistem em usar apps móveis, fazer simulados, acompanhar o cronograma, ter checklists com objetivos, monitorar metas, conferir os resultados de gráficos, etc.

Então vamos lá, implemente essa dica nos seus estudos ainda hoje e eleve seu nível de preparação para outro patamar.

Você vai gostar do resultado, tenho certeza disso!

E aí, você já pratica o feedback nos estudos?

Ser aprovado em um concurso público pode ser o ponto de virada na vida de alguém.

Principalmente se estivermos falando de pessoas que concorrem a uma vaga por verdadeira vocação e não apenas pelos bons salários e benefícios que um cargo público pode oferecer.

Mas independente de em qual dos dois perfis a pessoa se encaixe, o que todo mundo sabe é que para conseguir aprovação na tão concorrida bateria de provas é preciso estudar pra valer.

Mas será que existe alguma dica especial?

Professores de cursinhos preparatórios do Brasil inteiro garantem: estudar por meio de provas anteriores pode te ajudar muito.

Será que essa dica procede? Vamos continuar descobrindo no nosso artigo de hoje!

Banca examinadoraConhecendo o estilo da banca examinadora

Uma das coisas mais importantes ao prestar um concurso é conhecer a fundo o estilo da banca examinadora (que é o órgão responsável pela elaboração das provas, organização e divulgação do concurso).

Não basta apenas estudar o conteúdo do edital, é preciso conhecer a forma como a banca elabora as questões e também como ela cobra o conteúdo.

Mas para traçar esse perfil, vai ser preciso estudar as provas anteriores.

Ao responder questões de exames passados, o concurseiro acaba entendendo quais tópicos normalmente são cobrados; como que a banca elabora a questão (se de forma objetiva ou mais extensa); se ela costuma usar “pegadinhas”; se há muitos registros de questões anuladas ou mal elaboradas e assim por diante.

provas anteriores

Provas anteriores são sinônimo de questões ultrapassadas?

Ao contrário do que muita gente pensa, as questões contidas nas provas de concursos anteriores normalmente não estão ultrapassadas.

Não é porque o concurso já passou que a questão está necessariamente obsoleta ou errada.

Mas é claro que pode haver casos em que isso acontece.Esse tipo de situação é bastante comum em questões que tratam de legislação (como, por exemplo, questões relacionadas à Constituição, à Lei de Diretrizes e Bases da Educação, entre outras).

Isso porque pode ter havido atualizações, emendas constitucionais, e demais ajustes que, se você não tomar cuidado, podem te induzir ao erro.

Mas isso é fácil de resolver: basta ficar atento ao conteúdo programático da sua prova e acompanhar notícias sobre qualquer mudança.

Estudar a letra da Lei (ou seja, ler a legislação na íntegra) também ajuda.

Mas se ainda assim você estiver na dúvida o conselho é: não faça esse tipo de questão, pule para outra quando estiver no meio de uma prova importante.

Banca e tradição

Outra coisa importante que você deve saber é que as bancas vão construindo aos poucos uma espécie de tradição.

Com o tempo elas acabam se “especializando” em preparar concursos para determinadas áreas e em desenvolver provas com um estilo específico.

É isso que faz a “fama” da banca.

Se você estiver preparado para esse “estilo” ou seja, se tiver estudado seguindo a direção que as questões anteriores te ajudaram a traçar, certamente o seu índice de acertos será superior ao de um candidato que simplesmente ignora esse fato.

É provável que você observe também que algumas questões praticamente se repetem em várias provas de anos diferentes.

Isso já é uma dica de que a banca gosta de cobrar aquele conteúdo, e é claro que, sabendo disso, você vai estudar mais aquele ponto específico, não é mesmo?

Em termos gerais, fique bastante atento a todos os detalhes que as provas mais antigas podem trazer e beneficie-se deles, é claro!

Você já tem o hábito de estudar para concursos?

Acha que essa estratégia surte bons efeitos?

Uma outra dica que eu gostaria de dar nesse artigo, diz respeito ao uso de tablets na sua preparação.

Confira agora algumas dicas sobre a utilização de tablets na preparação para concursos…

Tablet para estudar

Tablet: usar ou não no estudo para concursos?

Durante muito tempo, estudar para concursos significava passar meses cercado por muitos livros, apostilas, canetas e cadernos.

Aos poucos, a tecnologia foi modernizando as práticas de estudo e o computador começou a fazer parte do processo de preparação.

Nesse contexto, a internet se tornou aliada do aprendizado, servindo como fonte de pesquisa e atualização, o que levou as ferramentas tecnológicas a dividirem espaço com os meios tradicionais de estudo na vida dos concurseiros.

Se o desktop e a internet representaram uma revolução no universo dos concursos públicos, o que dizer da tecnologia mobile?

Tablets e smartphones também estão conquistando os estudantes e começando a fazer parte da rotina de estudos, mas será que os dispositivos móveis devem ser usados para se preparar para concursos?

Continue lendo o nosso artigo e tire suas próprias conclusões!

Tablets: coadjuvantes e não protagonistas nos estudos

Os tablets são práticos, compactos e funcionais.

Servem para organizar a rotina de estudos, fazer pesquisas, acompanhar grupos de concurseiros nas redes sociais e, até mesmo, para realizar simulados e conferir os conteúdos de provas anteriores.

Apesar de todas essas vantagens, os tablets não devem ser elevados ao patamar de protagonistas nos estudos, afinal, eles não anulam a importância das metodologias convencionais e não substituem os livros e apostilas.

O material impresso é sempre melhor para os estudos

Ter um material físico em mãos é bem melhor para o concurseiro, pois facilita a leitura, possibilita a marcação de trechos e viabiliza consultas quantas vezes forem necessárias.

Alguns apps móveis até permitem que os conteúdos sejam destacados, armazenados e tagueados, mas, de modo geral, a leitura nos tablets e smartphones é mais complicada.

Com os livros e apostilas impressos acontece o contrário!

Além de ler sem dificuldade, é possível rabiscar, grifar e até mesmo, anexar informações com papéis grampeados ou “post-its”.

Isso torna a experiência de estudo mais dinâmica, enriquecedora e produtiva!

tablet e livrosUnião entre tablet e livros

Você não precisa usar só o tablet ou só os livros para se preparar para os concursos.

O ideal é usar as duas ferramentas de maneira equilibrada e planejada, pois uma coisa complementa a outra.

Use os livros e apostilas para estudar o conteúdo em si.

O tablet, por sua vez, deve ser utilizado para assistir videoaulas, fazer pesquisas rápidas, revisar assuntos e realizar simulações.

Aproveite também para baixar aplicativos capazes de turbinar os seus estudos.

Se você souber usar o tablet a seu favor, ele pode ajudar a otimizar o tempo, organizar os estudos, facilitar os resumos, dar print em informações sem ter que anotá-la, dentre outras possibilidades.

Foco

Se você decidir usar o tablet para estudar, mantenha o foco e a concentração nos estudos, pois esse dispositivo pode se tornar um grande vilão da produtividade.

Nesse caso, é essencial que você evite distrações, não entre nas redes sociais durante o horário de estudo, bloqueie páginas de joguinhos e foque na preparação.

No mais, boa sorte com essa nova ferramenta, e não esqueça de deixar o seu comentário aqui no blog a respeito.

Agora voltando ao tema principal do nosso artigo, os simulados, vejamos mais alguns pontos importantes e que não podem ser deixados de lado pelo concurseiro:

simulados online

Simulados são de fácil acesso

Outro motivo pelo qual você não deve abrir mão dos simulados é o fato de que eles são extremamente de fácil acesso.

Hoje é possível encontrar, na internet, simulados de praticamente todos os tipos de concursos.

A estratégia de aplicar simulados, inclusive, é muito praticada em cursinhos preparatórios, principalmente para o ENEM e vestibulares.

Se você não frequenta nenhum cursinho, uma boa forma de estudar é buscando os simulados e provas passadas dos concursos que você pretende fazer.

E mesmo que você já frequente algum cursinho preparatório, lembre-se de que experiência e prática nunca serão demais e que uma pesquisa rápida na internet é o suficiente para te permitir ter acesso a vários simulados importantes para a sua preparação.

Então deixe a preguiça de lado e use a tecnologia a seu favor!

Lembre-se de que os concursos e vestibulares estão cada vez mais disputados e isso não deve ser motivo para desânimo.

Pelo contrário: deve representar para você motivação e estímulo para seguir cada vez mais longe.

Cada dia de estudo e cada simulado realizado são pequenos passos que você dá rumo à aprovação.

Muitas vezes, pode não ser fácil e talvez a aprovação demore um pouco até realmente sair.

Mas isso não significa que você não tenha se preparado o suficiente, ou que você não é capaz.

Isso apenas demonstra que, em meio a tanta concorrência, você está sendo firme e forte na sua jornada e, mais cedo ou mais tarde, você será recompensado.

O mais importante é não desanimar e, principalmente, não deixar de estudar nunca!

Pense no seu estudo para os concursos não só como treinamento para passar em uma prova, mas também como forma de adquirir conhecimento e crescimento profissional e pessoal, que serão coisas que você jamais perderá!

As pegadinhas de concursos são a pedra no sapato de muitos concurseiros pois, apesar de terem estudado todo o conteúdo necessário, eles não percebem que certas questões estão sendo apresentadas de modo traiçoeiro e tendencioso, justamente para testar a sua capacidade aguçada de interpretação dos conceitos.

Mas, com certo treino e malícia na leitura é possível não ser pego pelas pegadinhas e rir de volta para os que elaboraram as questões, alcançando o sucesso nos concursos e nos planos tão longamente cultivados.

Quer saber com mais detalhes como se livrar das pegadinhas de um concurso público e sair vitorioso? Acompanhe o nosso artigo!

Resolver questões de concursos anteriores

A resolução de questões de concursos anteriores é o principal meio para ir se familiarizando com as pegadinhas e as armadilhas propostas pelos organizadores de concursos.

Assim, o concurseiro treina as habilidades de interpretação de texto e, através dos erros que comete, vai identificando onde ocorreu o deslize.

Se o deslize aconteceu justamente porque ele não identificou a pegadinha na questão, essa passa a ser uma oportunidade para treinar o olhar e identificar o estilo de questão de cada organizadora.

leitura atenta

Ler o enunciado com atenção mais de uma vez

Jamais leia a questão apenas uma vez pensando confiante que ela está “moleza”.

Quando se trata de concursos, todo cuidado é pouco…

Quando você acha as questões fáceis logo de cara pode ser justamente o momento em que a pegadinha está atuando.

Em uma prova de concurso as aparências enganam: as questões aparentemente mais fáceis são as mais capciosas e traiçoeiras.

Portanto, leia o enunciado mais de uma vez ou quantas vezes forem necessárias antes de resolver a questão.

Inteirar-se sobre a linguagem técnica de cada matéria

As pegadinhas agem, muitas vezes, através de jogos de linguagem e confusão proposital entre os termos técnicos de determinada área.

Portanto, se inteirar da linguagem técnica e fixar os conceitos exatos de cada matéria é essencial para fugir das armadilhas e não confundir termos problematizados.

Essas pegadinhas fazem o candidato pensar que as questões estão falando sobre determinado tema quando, na verdade, estão falando de outro, simplesmente por conta de uma proximidade de termos.

hábito da leitura

Cultivar o hábito da leitura

Cultivar o hábito da leitura é, sem dúvida, o remédio para fugir não só das pegadinhas de concursos, mas também das pegadinhas da vida!

Esse hábito nos apresenta novas palavras, aguça nossa capacidade de comunicação e interpretação de texto, estimula o raciocínio lógico e treina nosso olhar diante dos textos que nos aparecem — como os de provas e concursos.

Como dissemos, não apenas o estudo do conteúdo é necessário para fugir das pegadinhas, mas também a boa capacidade de ler e interpretar.

Treine essas habilidades lendo livros, revistas e textos em geral!

E então, você está pronto para identificar e vencer as pegadinhas inevitáveis que aparecem nas provas dos concursos?

Bem como pode perceber, esse artigo está ficando grande demais, e creio que você a essa altura não suporta mais ler uma vírgula que seja a respeito de simulados, feedback ou seja lá o que for!

Enfim, essas coisas complicadas que eu tentei explicar para você aqui hoje.

Mas, uma coisa é muito importante e eu quero deixar registrado aqui para você.

Se você acreditar, e implementar o mínimo que você tenha aprendido com esse artigo hoje, eu te garanto que uma hora ou outra você vai voltar aqui e falar:

Caramba, porque eu não fiz isso antes!

É só isso que eu quero ouvir de você hoje, essa é a minha proposta, através desse artigo:

Mudar um pouco o seu pensamento, e criar novas possibilidades na sua preparação. Tudo isso visando o seu resultado positivo nessa extensa jornada de concurseiro. 😉

Siga as nossas dicas, mantenha o foco, trabalhe duro e conquiste os seus objetivos!

Você também conhece alguma outra forma de conseguir driblar as pegadinhas dos concursos?

Compartilhe com a gente através do espaço de comentários!

Seja Aprovado em Qualquer Concurso!

E você, acha que vale a pena estudar pelas provas anteriores? Tem alguma sugestão sobre este assunto? Escreva para a gente através dos comentários!

De hoje em diante vai buscar essa alimentação de retorno para turbinar a preparação para os concursos?

E aí, você costuma usar o tablet para estudar? O que acha dessa experiência? Conte tudo para nós!

Se você tem alguma experiência ou dica interessante para compartilhar não deixe de escrever para nós através dos comentários! Continue de olho no nosso blog e boa prova!

Atenciosamente,

Léo Oliveira

3 comentários em “Como os simulados online podem te ajudar nos Concursos?”

  1. Olá ! Léo Oliveira tudo bem? parabéns por esse excelente artigo, sei que é muito importante fazer um cronograma e também acompanhar o mesmo, isso vai contribuir para aprovação do candidato. Quanto estudar com Tablets, semper tira a atenção do aluno, prefiro o material impresso.

  2. ola leo nunca fiz um concurso nem tão pouco estudei pra isso tenho vontade de fazer o concurso de técnico de enfermagem pois ainda to cursando o curso técnico. mim ajude por onde começo.?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.