Concurso da Câmara dos Deputados, um dos mais desejados do país!

Olá amigos concurseiros, como vocês estão?

Depois que eu abri as vagas para minha turma especial do Manual do Concurso, agora em julho, demorei um pouco a voltar a escrever para vocês aqui no blog…

Peço desculpas por ter “abandonado” vocês por alguns dias…

No entanto, nunca vou deixar de ajudar a todos vocês que costumam acompanhar as minhas dicas e por algum motivo não puderam fazer parte desse treinamento agora…

Então vamos ao que interessa!

Hoje eu venho aqui para dar algumas dicas importantes a respeito de um dos melhores concursos do Brasil, quando nos referimos a salário e carga de trabalho!

Se você já faz concursos há algum tempo, provavelmente sabe que os cargos do Poder Legislativo são os que têm os melhores salários.

Quando pensamos no âmbito federal, esses cargos são ainda mais atrativos.

Esse é o caso, por exemplo, do concurso da Câmara dos Deputados.

Ele é um dos mais desejados e difíceis do país, por diversas razões.

Há muita concorrência, as provas são de nível bastante elevado, principalmente as questões de redação, entre outros fatores.

Quer saber mais sobre essas e outras características desse concurso?

Confira as informações que preparamos e desvende os segredos do concurso da Câmara dos Deputados!

Cargos e salários

Normalmente, a Câmara dos Deputados realiza concursos tanto para nível médio, quanto para nível superior.

São dois tipos de preparação evolvidos, mas ambos são igualmente atraentes.

De acordo com o último edital (2014), o concurso para nível médio era para os cargos denominados “técnico legislativo”, cujas vagas foram de assistente administrativo e agente de polícia legislativa.

O salário inicial desse cargo em 2015 é de R$14.319,54, com dedicação de 40 horas semanais!

Dessa forma, fica fácil entender o porquê de até os cargos de nível médio da Câmara dos Deputados serem tão disputados, não é mesmo?

Quanto aos cargos de nível superior, também de acordo com o último edital, eles eram denominados “analista legislativo”.

Nessa carreira, o suprimento de vagas varia um pouco mais, já que a especialidade de cada cargo é maior.

Especula-se, no entanto, que o próximo concurso contará com vagas para técnico em documentação e informação legislativa, analista de informática legislativa, técnico em material e patrimônio e assistente social.

Nada impede, entretanto, que mais cargos estejam vagos e necessitem de provimento até o próximo concurso.

Entre esses cargos de nível superior, o salário inicial chega a ultrapassar R$25.125,39, com dedicação de 40 horas semanais.

Câmara_dos_Deputados

Edital do concurso

Para desvendar melhor os segredos do concurso da Câmara dos Deputados é preciso analisar minuciosamente o edital das provas passadas.

Afinal, o edital é o mapa do tesouro de qualquer concurseiro que pretende ser aprovado. Veja algumas informações imprescindíveis para você se destacar nesse concurso:

Banca realizadora

Nos últimos concursos da Câmara dos Deputados, a Cespe (vinculado à Universidade de Brasília) tem sido o responsável pela edição, elaboração e correção de todas as etapas desse concurso.

Se por um lado isso traz mais estabilidade e previsibilidade à prova, por outro, temos o desafio de ter que vencer uma das bancas mais difíceis do país.

Etapas do processo seletivo

O processo seletivo normalmente é estruturado de forma a diferenciar os cargos de nível superior dos cargos de nível técnico.

Os cargos de nível superior, de analista legislativo, contam com provas de múltipla escolha de conhecimentos básicos, que são em Língua Portuguesa, Língua Espanhola e Inglesa e disciplinas como Processo Legislativo.

Na fase de conhecimentos específicos, as disciplinas variam muito de acordo com os cargos, mas no último edital envolveram a elaboração de pareceres, discursos, dissertações e resumos.

Há também uma fase classificatória, de avaliação de títulos, na qual cursos de especialização, mestrado, doutorado, publicações e atividades de docência podem contar muito a seu favor.

As provas para os cargos de nível médio do último concurso contaram, assim como as de nível superior, com provas de múltipla escolha de conhecimentos básicos, que são em Língua Portuguesa, Língua Espanhola e Inglesa e disciplinas como Informática e Raciocínio Lógico.

Em uma segunda fase, os candidatos foram submetidos à realização de uma dissertação sobre tema a escolha da banca.

Em vez de uma prova de títulos, o concurso teve também prova de aptidão física para os cargos da polícia legislativa, já que essa avaliação seria imprescindível para a execução das atividades do cargo.

Disciplinas mais comuns das provas

As provas de línguas (Português, Inglês e Espanhol) são as mais importantes do concurso, já que ocorrem na fase inicial, por meio de questões de múltipla escolha e envolvem compreensão de textos, correção gramatical, ortografia, conteúdos semânticos, entre outras habilidades de análise e compreensão das questões propostas.

As outras provas variam de acordo com a especialidade do cargo escolhido, tendo como referências disciplinas como processo legislativo, informática, raciocínio lógico, noções de direito constitucional, direito financeiro, direito tributário, administração financeira e orçamentária, contabilidade, direito civil, entre outras.

É imprescindível verificar no edital exatamente quais serão as disciplinas de sua prova, pois elas variam muito de um cargo para outro.

Assim como em qualquer outro concurso, é muito importante conhecer o regimento interno da instituição (Câmara dos Deputados) e o estatuto dos servidores (Lei Federal), pois essas são questões cobradas em qualquer concurso.

Preparação

Existem algumas regras básicas para quem está se preparando para um concurso público tão disputado quanto o da Câmara dos Deputados. Confira:

Conheça a fundo o edital

Esse é o primeiro passo para uma boa preparação.

Conhecer um edital vai além de simplesmente saber o valor da remuneração e a data da prova.

Você deve saber quais serão as fases do concurso que escolheu, as disciplinas cobradas, a forma de elaboração das questões discursivas, etc.

Enquanto o edital do próximo concurso ainda não sair, baseie seus estudos no edital anterior.

A dica é ter um quadro em frente a sua mesa de estudos com os principais pontos do edital: etapas do concurso, conteúdo de cada prova, datas e formas de elaboração das provas discursiva e de múltipla escolha.

Tenha um plano de estudos

A partir da descrição dos conteúdos a serem cobrados no cargo de sua escolha, tenha em mãos um plano de estudos, com um planejamento de cada disciplina que deve se estudada.

Procure colocar esses dados em um calendário, estabelecendo datas específicas para o estudo e a revisão de cada um dos pontos das disciplinas.

Organize seus horários de estudo

Para ter uma rotina de estudos adequada, não adianta estudar apenas “quando der”, nos horários vagos da semana.

É preciso ter muita disciplina, estabelecendo horários específicos de seu dia para cobrir cada item do edital; bem como fazer revisões e ainda praticar exercícios.

A prática diária de exercícios e revisões conta muito para o aprendizado, principalmente em concursos mais disputados como esse.

Assim, é preciso fazer um planejamento de estudos que envolva, com regularidade, a prática de estudos de conteúdo, estudos de revisão e realização de exercícios.

Pratique exercícios (inclusive físicos!)

Fazer exercícios é a forma mais inteligente de colocar o conteúdo estudado em prática.

Além de fazer as provas de anos anteriores, procure realizar exercícios da mesma banca (Cespe), para treinar seus conhecimentos, inclusive nas questões discursivas.

As provas da Cespe normalmente são de marcação de “certo” ou “errado”.

Ou seja, é dada ao candidato uma afirmativa e ele deve julgar a veracidade dessa questão ou não.

A prática de exercícios dessa mesma banca é essencial para perceber quais são as alterações que normalmente tornam uma afirmativa errada, seja pela troca de preposições, pela utilização de negativas, ou pela elaboração de itens contrários à lei.

Para os cargos que exigem provas de aptidão física, como é o caso da composição da polícia legislativa, separe diariamente algumas horas para a prática de musculação e corrida, já que será necessário estar em forma para o dia da avaliação.

As provas normalmente são de corrida de 12minutos, corrida de “ir e vir” e barra fixa.

Meditação

Prática cada vez mais comum entre concurseiros, a meditação tem ganhado muitos adeptos devido aos benefícios que ela traz para o aprendizado.

Muitas pessoas procuram separar 10 minutos de sua manhã e outros 10 minutos à noite para esvaziar a mente, relaxar o cérebro e garantir maior tranquilidade para os estudos e para o sono.

Procure praticar a meditação em um ambiente tranquilo, livre de interrupções e que seja mais silencioso.

Para o dia da prova

No dia da prova, é imprescindível ter dormido uma noite tranquila e estar bem disposto.

Para isso, recomenda-se que você não estude na véspera do concurso, afinal isso o deixará ainda mais ansioso e preocupado com o desempenho na prova.

Em vez de estudar, procure relaxar com familiares e amigos (evitando a ingestão de álcool), ir ao cinema e fazer programas de lazer mais tranquilos.

Durante a prova, esteja preparado para beber bastante água e fazer lanches ocasionais. Leve algumas barrinhas de cereal e uma garrafinha de água.

O último concurso da Câmara dos Deputados foi realizado em 2014 e ainda está em período de chamada de candidatos.

Dessa forma, enquanto o concurso não perde sua validade, é possível que você adiante seus estudos para o próximo ciclo de provas e já se destaque de seus concorrentes.

Não perca tempo e comece já a estudar!

O que você achou dessas informações sobre o concurso da Câmara dos Deputados?

Utilize-as a seu favor para montar um plano de estudos adequado e realize seu sonho de ser servidor público em um dos lugares mais cobiçados do país!

Seja Aprovado em Qualquer Concurso!E então, você tem mais dúvidas ou sugestões sobre esse concurso ou sobre algum outro?

Espero que tenha gostado desse artigo…

Se tiver com qualquer dúvida, pode deixar um comentário abaixo que eu responderei pessoalmente.

Sucesso a todos e bons estudos!

Atenciosamente,

Léo Oliveira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.