Cronograma de Estudos: resolva a sua falta de tempo!

E aí galera? Como andam os estudos?

Mais uma vez, estou aqui para falar sobre um assunto bastante comentado hoje em dia na preparação para Concursos de uma forma geral: A organização do tempo de estudos, por meio dos Cronogramas de Estudo! Tenho a certeza que esse assunto será de grande valia para você!

Seja na preparação para um concurso público ou uma prova do tamanho do ENEM, a quantidade de conteúdo a ser estudado raramente é pequena, e sem um pouquinho de organização, seu desespero pode ir crescendo exponencialmente à medida que a data do exame se aproxima, não é verdade?

Para não perder a cabeça e chegar na reta final confiante e preparado, o ideal é que você organize um cronograma de estudos campeão, que vai te permitir driblar a falta de tempo e ficar craque em todas as matérias da prova até o grande dia.

No post de hoje, você vai descobrir um passo a passo minucioso para elaborar o cronograma ideal para a sua rotina de estudos e arrasar na prova sem precisar ter pesadelos com o relógio! Vamos ver?

Descubra quanto tempo você realmente tem!

O primeiro passo para montar um cronograma de estudos eficiente é investigar quando você vai poder se dedicar à preparação para a prova, afinal, também não adianta planejar 5 horas de estudos por dia quando, na verdade, você só tem 3 horas livres, não é mesmo?

Para descobrir os horários em que você pode estudar, a dica é montar uma tabela com os dias da semana representados em colunas e os seus horários representados pelas linhas.

Por exemplo, na coluna da segunda-feira você pode ter 12 linhas, cada uma representando uma hora de 8h da manhã às 20h.

É bem provável que, além dos estudos, você também tenha outras atividades semanais, como trabalho, cursinho, academia, etc.

A ideia, a princípio, é não eliminar nada disso do cronograma, ok?

Primeiro, vamos colocar tudo na tabela para conseguirmos encontrar seu tempo livre mais facilmente e verificar se dá para se preparar bem assim.

Ah, e não se esqueça de considerar o tempo que você leva se preparando de manhã e à noite — tomando banho, escovando os dentes, trocando de roupa, etc. — e os horários de almoço. Não é para estudar no chuveiro, viu?!

Depois de montar a tabela e preenchê-la com as atividades que você já pratica no dia a dia, vai ficar muito mais fácil ver os horários em que você está livre para se dedicar aos estudos!

Liste as matérias a serem estudadas

Liste as matérias e conteúdos a serem estudados

Certo, agora já sabemos quando você pode se concentrar nos livros e apostilas para fazer uma prova campeã, mas ainda não é para sair estudando aleatoriamente nesses horários.

Isso porque, sem planejamento, você pode acabar perdendo tempo demais com disciplinas menos importantes e, no finalzinho, não conseguir se aprofundar em conteúdos mais complicados ou que valem mais pontos no exame, já pensou?!

Para não correr esse risco, então, é preciso se organizar e distribuir as matérias que você tem que estudar com cuidado pelo seu tempo.

Para isso, o próximo passo é fazer uma lista das disciplinas cobradas na prova. Se estiver estudando para o ENEM 2015, por exemplo, sua lista vai estar assim:

  • Ciências Humanas e suas Tecnologias (História, Geografia, Filosofia e Sociologia);
  • Ciências da Natureza e suas Tecnologias (Física, Química e Biologia);
  • Linguagens, Códigos e suas Tecnologias e Redação (Língua Portuguesa, Literatura, Língua Estrangeira, Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação);
  • Matemática e suas Tecnologias (Matemática).

Cada uma dessas quatro áreas do conhecimento representa no ENEM uma prova com o mesmo valor, porém, como você pode ver, algumas delas envolvem mais disciplinas, por isso podem acabar exigindo mais tempo de estudos — como no caso de Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.

equilibrio

Não se esqueça de que concentração exige equilíbrio

Tem mais uma coisa que você precisa fazer antes de preencher seu cronograma de estudos com as disciplinas que você vai ter de estudar para a prova: conferir se, na sua tabela, você também vai ter tempo de relaxar e se divertir.

Surpreso? Pois saiba que um tempinho semanal para se descontrair também é muito importante para otimizar seus estudos.

A dica, então, é não ocupar todos os quadradinhos em branco da sua tabela com matérias que você tem que estudar, mas deixar alguns horários reservados para sair com os amigos, passar um tempo com a família, se divertir e, inclusive, praticar exercícios físicos — outro pré-requisito dos estudos eficientes.

Feito isso, é hora de finalmente preencher a tabela! Veja como:

Distribua as atividades e matérias no cronograma de estudos

Sabe aquela lista que você fez há pouco com as áreas de conhecimento cobradas na prova e as disciplinas contempladas em cada uma delas?

Ao preencher o seu cronograma, o ideal é que você o faça pelas disciplinas (como História, Geografia, Filosofia e Sociologia), e não pelas áreas maiores (como Ciências Humanas e suas Tecnologias).

Isso porque, como vimos, algumas áreas abrangem um número maior de disciplinas e, por isso, podem precisar de maior dedicação, mesmo valendo a mesma quantidade de pontos.

Além disso, outro fator que deve influenciar a sua distribuição é o seu próprio perfil de aprendizado.

Se você tem mais facilidade em Línguas e dificuldade em Matemática, por exemplo, pode ser uma boa ideia separar mais tempo de estudos para a segunda disciplina.

Para te ajudar, uma boa técnica é contar quantas horas de estudo você tem por semana (sem engolir o período reservado para se divertir, ok?) e distribuí-las pela sua lista de disciplinas de acordo com o peso que você acredita que a matéria terá nos seus estudos.

Para entender melhor, vamos supor que você esteja se preparando para o ENEM, tenha 20 horas de estudo por semana e muita dificuldade em disciplinas da área de Ciências da Natureza e Matemática, mas muita facilidade em Ciências Humanas e da Linguagem. Nesse caso, sua distribuição poderia ficar assim:

3 horas para Ciências Humanas e suas Tecnologias, sendo:

  • 1h para História;
  • 1h para Geografia;
  • 30min para Filosofia;
  • e 30min para Sociologia.

6 horas para Ciências da Natureza e suas Tecnologias, sendo:

  • 2h para Física;
  • 2h para Química;
  • e 2h para Biologia;

4 horas para Linguagens, Códigos e suas Tecnologias, sendo:

  • 30min para Língua Portuguesa;
  • 1h para Literatura;
  • 1h para Língua Estrangeira;
  • 30min para Artes, Educação Física e Tecnologias da Informação e Comunicação;
  • e 1h para praticar a redação.

Desse jeito, você consegue dedicar um tempinho a todas as matérias em que tem facilidade, pode estudar bastante Física, Química e Biologia e ainda tem um saldo de 7 horas por semana para ficar fera em Matemática! Gostou?

Se puder, também pode ser legal separar uma hora ou dia da semana para resolver simulados das provas.

Aplicando seu cronograma de Estudos

Aplicando o seu cronograma de estudos

Uau, seu cronograma está pronto!

Agora é só saber usá-lo para conseguir se preparar muito bem. Nossa sugestão aqui é ficar atento ao que você tem que saber em cada disciplina para não se perder nos estudos e aproveitar ao máximo o seu tempo.

A ideia é fazer uma lista para cada disciplina e ir consultando-a sempre que chegar a hora de estudar a matéria.

Funciona assim: cada uma das disciplinas que você anotou no seu cronograma exige diferentes competências e habilidades que você precisa dominar para conseguir resolver todas as questões da prova, e essas competências precisam estar listadas para que você consiga estudar todas.

Mais uma vez, vamos usar o exemplo do ENEM.

Dentro de Ciências da Natureza e suas Tecnologias, por exemplo — segundo a Matriz de Referência divulgada no Anexo II do edital do ENEM 2015 —, na disciplina Física, você precisa estudar a competência “Energia, trabalho e potência”, que envolve:

  • Conceituação de trabalho, energia e potência;
  • conceito de energia potencial e de energia cinética;
  • conservação de energia mecânica e dissipação de energia;
  • trabalho da força gravitacional e energia potencial gravitacional;
  • forças conservativas e dissipativas.

Ou seja, para dominar a parte de energia, trabalho e potência da disciplina Física, você precisa entender todos esses conceitos separadamente, e pular algum deles significa correr o risco de não saber responder a alguma questão relacionada na prova.

Entretanto, se você fizer uma checklist para cada disciplina com todos os temas que você precisa estudar até o grande dia, dá para ir se orientando por essa lista sempre que tiver que estudar aquela disciplina no cronograma.

Na hora de estudar Física, então, você vai pegar a lista e ir marcando o que já estudou, seguindo para o próximo item sempre que terminar um conteúdo, entendeu?

Para montar essa lista, você pode usar o próprio edital da prova à qual está se candidatando!

Desse jeito, você pode ir entendendo a teoria e resolvendo exercícios de cada conteúdo pouco a pouco, sem deixar nada para trás.

Otimizar o tempo de estudos

Saiba otimizar seu tempo de estudo

Por fim, vale lembrar que o tempo que você reservou para os estudos no seu cronograma é para os estudos mesmo, ou seja: nada de interromper a maratona para ir fazer supermercado, conferir seu Facebook nem ligar para os amigos.

No máximo, faça uma pausa de 10 minutos de tempos em tempos para recuperar suas forças, ir ao banheiro e até fazer um lanchinho, mas não estenda esse tempo e procure se concentrar ao máximo.

Avise os amigos e a família que você vai estar ocupado nesses horários, peça a ajuda deles para se manter focado e, claro, chame todos para comemorar com você depois que conquistar a prova!

Estudar para um concurso ou um exame difícil não é tarefa das mais simples, mas com um pouco de organização e um cronograma de estudos eficiente, dá para se dedicar muito e ainda conseguir uma horinha para se divertir com quem você gosta.

Use as nossas dicas para se preparar de uma forma muito mais produtiva e continue de olho no nosso blog!

Seja Aprovado em Qualquer Concurso!

Espero que tenha gostado desse artigo! Se você gostou compartilhe com os amigos que também estão estudando, isso pode ser útil também para outras pessoas!

Sucesso e bons estudos!

Atenciosamente,

Léo Oliveira

Que tal ler agora nosso post sobre como se diferenciar para passar em um concurso?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.