5 Dicas de Português Matadoras (a quinta é a melhor)

Nesse artigo nós separamos uma lista com 5 dicas de português matadoras. Confira:

Dicas de Português
Dicas de Português

A vida de quem estuda para concursos não é fácil.

Você precisa manter o foco nos estudos a todo custo para que seu esforço seja recompensado.

A jornada até a aprovação é pesada: ou seja, muito conteúdo para estudar em pouco tempo com alto nível de ansiedade e uma dose grande de concorrentes.

Ainda que você esteja se preparando para seu primeiro concurso, existem algumas maneiras de se planejar melhor para resolver questões de várias disciplinas, principalmente daquela que todo mundo acha que não precisa estudar muito: a língua portuguesa.

Neste post, você vai conhecer algumas dicas de português para concurso feitas para ajudá-lo a gabaritar sua prova. Acompanhe:

Leia também:

1ª) Eu voltei A SI ou A MIM?

Uma forma de colocação pronominal que causa bastante confusão: “Pode-se dizer EU VOLTEI A SI?

Para mim soa bastante errado (…)

Apensar de soar estranho, você deve ter atenção, porque esta forma está correta.

No Brasil, o pronome “SI” é usado como reflexivo (=a si mesmo).

Outro aspecto importante é o fato de ser um pronome de 3ª pessoa.

Aqui no Brasil: “Eu voltei a mim” (=1ª pessoa) e “Ele voltou a si” (=3ª pessoa).

Vou contar uma historinha:

Um aluno estava de cabeça baixa durante uma aula.

O professor se aproximou do aluno. Quando ele percebeu a presença do professor, ele levantou a cabeça e desculpou-se: “Eu estou um pouco fora de si”.

Prontamente, o professor respondeu: “Graças a Deus, continue assim”.

🙂

2ª) Qual é a forma correta?

  • a) Despedimo-nos ou Despedimos-nos?
  • b) Elocubrações ou Elucubrações?c)   
  • c) Encapuzado ou Encapuçado?

As formas corretas são:

  • a)    Despedimo-nos;
  • b)    Elucubrações;
  • c)    Encapuzado.

3ª) MAU x MAL?

a) MAU é o contrário de BOM:

  • “Ele é um MAU profissional” (x BOM profissional)
  • “O seu MAU humor é insuportável” (x BOM humor)
  • “Este é o seu lado MAU” (x lado BOM)

b) MAL é o contrário de BEM:

  • “Ele fala muito MAL” (x fala muito BEM)
  • “O texto foi MAL analisado” (x BEM analisado)
  • “Ele está MAL-humorado” (x BEM-humorado)

Pode ser também:

Conjunção temporal (= logo que, assim que, quando):

  • “MAL saiu de casa, foi assaltado” (= ASSIM QUE saiu de casa)

Substantivo (= doença, defeito, problema):

  • “Possui um MAL incurável”
  • “O seu MAL é falar demais”

Espero que você esteja gostando desse artigo com as 5 dicas de português matadoras. Não deixe de conferir o nosso artigo com 7 Simples Passos para passar em concurso Público.

4ª) ANEXO ou EM ANEXO?

Tanto faz. As duas formas são possíveis:

  • “O documento segue ANEXO” ou
  • “EM ANEXO, segue o documento”.

Devemos tomar cuidado com a concordância.

A forma EM ANEXO é invariável:

  • “EM ANEXO, segue a nota fiscal”

ANEXO deve concordar com o substantivo ao qual se refere:

  • “A nota fiscal segue ANEXA”
  • “Os formulários estão ANEXOS”.

5ª) VAI-SE RECUPERAR ou VAI SE RECUPERAR?

Essa é sem dúvida uma das melhores dicas de português de hoje.

A pergunta principal é se devemos ou não usar o hífen.

Com hífen (=vai-se recuperar), temos a ênclise do verbo auxiliar.

Sem hifen (=vai se recuperar), temos uma próclise do verbo principal.

Isso significa que há uma diferença quanto à pronúncia:

a) Com hífen, o pronome “se” deve ser pronunciado “junto” com o primeiro
verbo (=vai-se), como se fosse uma única palavra.

É uma pronúncia tipicamente lusitana (falei bonito).

Em Portugal, os pronomes átonos têm verdadeiramente uma pronúncia fraca, por isso a preferência pela ênclise.

b) Sem hífen, o pronome “se” é pronunciado separadamente e com maior
força, como se fosse “tônico” (= vai si recuperar). É uma pronúncia tipicamente brasileira.

No Brasil, os pronomes átonos têm uma pronúncia mais “forte”, daí a nossa preferência pela próclise.

Estamos, portanto, mais uma vez, diante de uma situação que não deve ser reduzida a um simples caso de certo ou errado.

Se você deseja respeitar a sintaxe clássica, lusitana, use o hífen: “VAI-SE recuperar”; se você prefere uma sintaxe mais brasileira, com o abono de muitos autores e gramáticos, use a próclise: “Vai SE recuperar”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.