Entenda como funciona o ENEM

Atualmente, é muito difícil encontrar alguém que jamais tenha ouvido falar acerca do Enem.

O Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) é uma prova que é realizada pelo MEC (Ministério da Educação do Brasil) desde 1998, e que serve para avaliar a qualidade do ensino médio no país e, ao mesmo tempo, o desempenho individual dos estudantes que estão saindo da educação básica.

O resultado pessoal dá ao candidato a oportunidade de ingressar em vagas de ensino superior em universidades públicas brasileiras, através do Sistema de Seleção Unificada (SiSU), e até em algumas universidades públicas portuguesas (tais quais a Universidade de Coimbra e a Universidade da Beira Interior, por exemplo). Mas você sabe como funciona esse exame? Confira:

As inscrições

Apesar de existirem alguns rumores de que o Enem passe a ser realizado duas vezes ao ano, por enquanto o exame mantém a sua proposta de edição anual, conforme planejado desde a sua primeira aplicação.

Normalmente, os prazos de inscrição são em maio de cada ano, e as provas são aplicadas entre outubro e novembro.

Neste ano, por exemplo, as inscrições foram de 12 a 23 de maio, e as provas estão marcadas para acontecer nos dias 8 e 9 de novembro, às 13 horas, no horário de Brasília/DF, em todas as unidades da Federação.

O ato de inscrição é feito no site oficial do Inep (www.enem.inep.gov.br), quando o candidato deve fornecer os seus dados pessoais e o endereço de e-mail para manutenção do contato e acesso do seu registro.

Ele também deve escolher o município onde pretende fazer as provas, indicar a sua opção de língua estrangeira (inglês ou espanhol), se traz necessidades de atendimento especial para fazer a prova e se deseja obter a certificação de conclusão do ensino médio com a nota do Enem.

A realização das provas

A característica marcante das questões do Enem é a interdisciplinariedade, exigindo-se o uso do conhecimento em duas ou mais disciplinas aprendidas no ensino médio para que as respostas sejam alcançadas.

O modelo de aplicação, reformulado desde 2009, conta com 180 questões e uma redação.

No caso, são 45 questões objetivas, com cinco alternativas cada, divididas em quatro áreas de conhecimento: Linguagens, Matemática, Ciências da Natureza e Ciências Humanas.

No primeiro dia de prova, os candidatos têm 4h30 para responder 90 questões de Ciências da Natureza e Ciências Humanas; e no segundo dia, mais 5h30 para cumprir as questões restantes de Linguagens e Matemática, além da redação.

Nesse compasso, chega-se a uma média de 3 minutos para que os alunos consigam responder cada questão e completar os respectivos gabaritos.

Existem ainda quatro versões da mesma prova, identificadas por cores (amarela, branca, rosa e azul), com o intuito de impedir fraudes e colas por parte dos alunos, mudando-se apenas a ordem das questões e das alternativas.

Os resultados

Normalmente, os gabaritos das provas objetivas são divulgados na mesma página do Inep, até o terceiro dia útil seguinte ao do segundo dia de provas, embora os resultados individuais só sejam divulgados bem mais tarde.

Para acessar a sua posição e nota, o participante deve informar o número de inscrição e senha cadastrados, ou o seu CPF e senha.

Com o resultado, o aluno poderá pleitear uma vaga, por exemplo, no ensino superior em pelo menos 92 instituições, destacando-se todas as universidades e institutos federais, além de algumas universidades estaduais e pariculares, que utilizam o Enem como critério de seleção parcial ou total para o ingresso em suas cadeiras.

No entanto, é importante saber que uma nota zero em qualquer das áreas do conhecimento ou na redação impede o acesso a uma das vagas oferecidas pelo Sistema de Seleção Unificada (SiSU) do governo federal.

Cada instituição utiliza a média do Enem de um jeito diferente, podendo a nota obtida servir como bônus no vestibular, como cumprimento da 1ª fase em vestibulares de duas etapas, para preencher as vagas com ou sem o Sistema de Seleção Unificada (SiSU) e, por fim, como critério único de seleção das vagas remanescentes.

Todas as universidades e institutos federais, além de algumas universidades estaduais e particulares, utilizam o Enem como critério de seleção de parte ou de todos as vagas dos cursos superiores.

Na página do SiSU, o candidato deve consultar quais são as vagas disponíveis, pesquisando as instituições e identificando os cursos que pretende integrar, de acordo com sua pontuação e notas de corte.

Para quem tem o sonho de entrar no ensino superior, fazer o Enem é uma grande chance de conseguir realizá-lo.

Fique atento ao cronograma de datas e prazos para fazer a sua inscrição e não deixe para estudar tudo em cima da hora.

Planeje-se adequadamente e antecipe os seus estudos para conquistar a tão sonhada vaga em uma graduação.

E você, já fez o Enem? Como foi a sua experiência? Compartilhe com a gente!

DICA EXTRA

Você gostaria de aprender como começar a estudar da maneira correta e rapidamente conquistar chances reais de aprovação no Concurso dos Seus Sonhos?

Dentro do Método Definitivo de Aprovação, você tem acesso a uma séria de estratégias como a de hoje para melhorar gradativamente a sua performance nos estudos.

Geralmente, leva entre 6 e 12 meses aproximadamente para alguém ter chances de ser aprovado em uma prova de concurso.

Essa é a média.

Mas com você não precisa demorar tanto...

É altamente recomendável que você reserve hoje mesmo o seu acesso ao Método Definitivo de Aprovação. Isso dá a você basicamente as seguintes vantagens estratégicas sobre os seus concorrentes:

  • Começar os estudos da maneira correta, com controle, planejamento e organização de toda a sua rotina de estudos.
  • Maior produtividade, ou seja, você aprende mais com menos esforço (Garantido).
  • Aumento do seu poder de memorização. Nunca mais se esqueça do que já estudou.
  • Aprimoramente constante: Você terá em suas mãos um processo para estar entre os primeiros colocados do concurso.
  • Estratégias de resolução de provas.

Para acessar o Método Definitivo de Aprovação agora mesmo e começar a fazer a diferença nos seus estudos ainda hoje, clique aqui ou no botão abaixo.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *