Raciocínio Lógico: 9 Dicas Incríveis para se dar bem de uma vez por todas!

As provas de raciocínio lógico têm sido cada vez mais comuns nos concursos públicos, sobretudo de nível fundamental e médio.

O tão esperado concurso para os Correios, por exemplo, é um dos cotados para exigir prova de raciocínio lógico em seu conteúdo programático.

Assim, dominar essa disciplina é muito importante para o seu sucesso em concursos de uma forma geral.

Na sua maioria, as questões cobradas são “relativamente fáceis”, exigindo do candidato noções básicas e capacidade de raciocínio mediana.

Então, quer saber algumas informações muito importantes para se preparar para as provas dos maiores concursos e exames do país? Veja nossas dicas a seguir!

Dedicar-se é a chave para o sucesso

Como eu sempre digo, em qualquer concurso público ou exame para o qual você está estudando, a motivação e dedicação são as palavras-chave para o sucesso.

Manter uma rotina organizada e periódica de estudos é o caminho certo para que você aprenda e melhore seus resultados nas provas, não só as de raciocínio lógico, mas qualquer outro tipo de avaliação dentro do seu concurso.

Nas horas em que a preguiça ou a vontade de sair com os amigos bater forte, não se esqueça disso!

Seja persistente e a recompensa pelos seus esforços virá mais rápido do que você imagina!

Gerencie o seu tempo de estudo

A periodicidade e a “constância” do estudo das diversas disciplinas é fundamental para que o aprendizado aconteça de forma eficaz e de qualidade.

De nada adianta você estudar raciocínio lógico todos os dias durante uma semana e depois ficar meses sem “encostar” na matéria.

O ideal é que você faça exercícios e reveja o conteúdo com frequência, caso contrário, você corre o risco de esquecer tudo aquilo que estudou.

Mantenha uma frequência de estudo de cada matéria

O estudo do raciocínio lógico envolve tanto teoria quanto prática.

Dessa forma, como essa é uma matéria em que a “decoreba” não adianta quase nada, após estudar a parte teórica, é fundamental treinar e se exercitar com questões anteriores, pois só assim você terá oportunidade de aplicar os conhecimentos estudados e ganhar confiança na resolução dos exercícios.

Portanto, não adianta ficar só lendo.

O aprendizado dessa matéria se resume no binômio leitura + resolução de exercícios. 😉

Treine através da resolução de exercícios

A resolução dos exercícios é uma das etapas mais importantes no estudo do raciocínio lógico.

Tentar solucionar a maior quantidade de questões que você puder é, sem dúvida, uma das melhores formas de treinar e relembrar os conceitos aprendidos.

Para o sucesso dessa árdua tarefa, há uma importante dica:

Nunca resolva as atividades de forma desorganizada, à margem do próprio enunciado!

Reserve um espaço específico para isso, como, por exemplo, um bloco de anotações ou um caderno, e mantenha a boa organização e clareza.

Lembre-se dessa dica:

Ao agrupar tudo em um só lugar, fica fácil revisar e relembrar as formas de resolução dos problemas.

Invista em materiais didáticos de qualidade

Esta dica vale para qualquer concurso ou exame que você for prestar: a qualidade do material didático é de suma importância para uma aprendizagem efetiva.

Investir em um material completo, feito por professores renomados e que possua tanto a parte teórica quanto exercícios comentados é fundamental.

A parte de questões resolvidas é muito importante, pois ajuda na solução de dúvidas e indica se você está raciocinando da maneira correta.

Desconfie dos materiais com preço abaixo do mercado e não faça economia na hora errada: mesmo que o melhor material esteja um pouco mais caro, invista nele, pois é isso que poderá fazer a diferença na busca pela aprovação no concurso com o qual você tanto sonha.

Lembre-se:

Diga-me com que tu andas que eu direi quem tu és…

Então se você quer se tornar um Concurseiro de Sucesso, procure sempre pelos melhores materiais, melhores livros e melhores professores…

Afinal de contas, a responsabilidade de ser aprovado ou não é somente sua, e você decide sobre o que você quer para o seu futuro! Lembre-se disso!

Escolha o método de estudo certo para você

É comum muitos alunos se queixarem de que possuem uma dificuldade maior para aprender com um determinado professor, ou lendo certas apostilas.

É natural nos identificarmos com algumas pessoas e com métodos de estudos específicos e não com outros.

Portanto, tente ter acesso ao maior número de bibliografias possíveis, leia vários livros e apostilas de autores diferentes, assista a aulas de professores distintos e observe qual material é mais compreensível para você: é esse que você deve escolher.

Lógico, não descarte nunca as recomendações de outros aprovados, ou até mesmo de especialistas no assunto.

Uma coisa que eu recomendo, é tentar sempre escolher o melhor autor sobre o assunto que quer ser estudado e tentar adquirir pelo menos um livro de um autor que seja referência nessa matéria. 😉

Estude também pelas provas anteriores

Via de regra, os problemas de raciocínio lógico são parecidos e, assim, é comum que as bancas explorem questões similares as que foram usadas em concursos e exames passados.

Assim, é uma boa forma de estudo refazer as provas antigas da banca para a qual você prestará um novo concurso, pois esse hábito ajuda a construir seu conhecimento e confiança para o dia da avaliação.

Conheça as características das principais bancas examinadoras

Os principais exames do país são, na maioria, responsabilidade de poucas bancas examinadoras.

Conhecer as características de cada uma delas permitirá que você tenha noção de como elas cobram o conteúdo programático e possa se preparar de forma mais eficaz.

O CESPE/UnB é uma das bancas mais temidas pelos concurseiros de plantão, tanto pela forma de computar erros e acertos, quanto pela profundidade na cobrança dos exercícios.

As questões de raciocínio lógico mais difíceis são geralmente dessa banca, e, por isso, são fontes de alto nível para o seu estudo.

Se o concurso para o qual você quer prestar exame é organizado pelo CESPE, fique de olho no edital!

Na maior parte das vezes, na correção das assertivas, uma questão marcada errada anula uma questão que você acertou, dessa forma, é melhor não chutar.

Se você não sabe como resolver o problema, é melhor deixá-lo sem resolução do que errar e anular um acerto.

A Cesgranrio é uma banca cujas questões exigem menos do candidato em comparação com as da CESPE/UnB, e são, em sua maioria, simples e objetivas.

Entretanto, essa banca costuma utilizar gráficos e tabelas em seus exercícios de raciocínio lógico, o que geralmente exige uma capacidade analítica mais aguçada dos candidatos.

A Fundação Carlos Chagas (FCC) tem como particularidade a repetição de questões, sendo fundamental que você trabalhe na resolução de provas anteriores como forma de preparação.

Nos exames passados estão muitas das respostas que você encontrará no próximo concurso dessa banca!

Além disso, assim como a Cesgranrio, a FCC elabora questões mais objetivas, de enunciados mais concisos.

Veja a resolução de algumas das questões mais cobradas

Como falamos anteriormente, a melhor maneira de entender questões de raciocínio lógico é através da resolução de exercícios.

Por isso, vamos analisar duas questões bem comuns nos concursos e qual o raciocínio que deve ser empregado para chegar à resposta correta.

1ª questão: Banca FCC – TJ/AP – Ano 2014 – Analista judiciário

Em um país, todos os habitantes são filiados a um partido político, sendo que um mesmo habitante não pode ser filiado a dois partidos diferentes. Sabe-se, ainda, que todo habitante filiado ao partido X é engenheiro e que cada habitante tem uma única profissão. Paulo é um engenheiro e Carla é uma médica, ambos habitantes desse país. Apenas com essas informações, é correto concluir que, necessariamente,

  1. Paulo é filiado ao partido X.
  2. Carla não é filiada ao partido X.
  3. Carla é filiada ao partido X.
  4. Paulo não é filiado ao partido X.
  5. Paulo e Carla são filiados a partidos diferentes.

Resolução: Para resolver essa questão, utilizaremos a Teoria dos Conjuntos (Todo A é B, mas nem todo B é A) em um simples encadeamento lógico.

O enunciado diz que todos habitantes têm um partido político e que uma pessoa não pode se filiar a dois partidos distintos.

Além disso, todo habitante filiado ao partido X é engenheiro.

Observe que a recíproca não é verdadeira, uma vez que o enunciado não trouxe essa informação.

Dessa forma, se todo filiado ao partido X é engenheiro, não quer dizer que todo engenheiro é filiado ao partido X.

Mas podemos inferir que, se Carla é médica, ela não é filiada ao partido em questão. Logo, a única afirmativa correta é a letra B: “Carla não é filiada ao partido X”.

2ª questão: Banca Cesgranrio – Petrobras – Ano 2012 – Analista de sistema júnior

A negação da proposição “Todo professor de matemática usa óculos” é:

  1. Nenhum professor de matemática usa óculos.
  2. Ninguém que usa óculos é professor de matemática.
  3. Todos os professores de Matemática não usam óculos.
  4. Existe alguma pessoa que usa óculos e não é professor de matemática.
  5. Existe algum professor de matemática que não usa óculos.

Resolução: Para negar uma proposição, no raciocínio lógico, é necessário que a proposição obedeça aos seguintes pontos:

Se a afirmativa é “Todo A é B”, as negativas podem seguir os seguintes formatos:

“Algum A não é B”;

“Existe A que não é B”;

“Pelo menos um A não é B;

“Nem todo A é B.”

Transferindo essas fórmulas para o exercício em questão, pode-se chegar à conclusão de que a negativa de “Todo professor de matemática usa óculos” é “Existe algum professor de matemática que não usa óculos”, em obediência ao formato da proposição.

A questão principal sobre o raciocínio lógico é que essa é uma matéria que precisa realmente ser entendida.

Não adianta memorizar conceitos, como em outras disciplinas.

Você deve aprender os princípios fundamentais e a maneira como fazer as inferências corretas a partir das informações dadas pelos enunciados.

Essa matéria muitas vezes trabalha com a linguagem, com o uso de conectores de inclusão e exclusão como o “se”, “ou”, “então”, “é” e sua implicação para a resolução do problema.

Então, mesmo que você sempre tenha tido dificuldade em matemática, isso não quer dizer que também terá dificuldade nessa disciplina.

Como em qualquer outra área, não há mágica: com esforço e dedicação é que você construirá o sucesso.

E então, agora você está mais preparado para as provas de raciocínio lógico?

4 Livros de Lógica Matemática

4 livros Indispensáveis que vão aumentar a sua performance em Raciocínio Lógico.

A maioria dos concurseiros fica apreensiva antes de fazer um exame de seleção.

O nervosismo aumenta ainda mais quando consta no edital a disciplina: raciocínio lógico!

Talvez, a matéria não seja realmente o forte da maioria dos estudantes, porém isso não deve ser motivo para temer.

Se você souber escolher bem alguns livros e estudar por eles, pode ter certeza de que você estará bem preparado para encarar a concorrência.

Importante: Não quero aqui, que você saia comprando todos esses livros.

O meu objetivo é tentar mostrar algumas fontes recomendadas para estudar Raciocínio Lógico…

Dessa forma, conheça agora uma lista com quatro livros que vão te ajudar no desenvolvimento do raciocínio lógico:

Raciocínio Lógico e Simplificado

Autores: Sérgio Carvalho e Weber Campos

Editora: Campus – Série Provas e Concursos

Essa obra é resultado de esforços dedicados de ambos os autores que conseguiram construir dois volumes especiais para quem deseja estudar raciocínio lógico.

Com os conceitos teóricos explicados de maneira simples e objetiva os autores conseguem fazer os leitores entenderem (de fato) o conteúdo.

E para ajudar o concurseiro a fixar os conceitos e a praticar, os volumes trazem diversos exercícios propostos e questões de concursos comentadas.

Raciocínio Lógico

Autor: Nonato de Andrade

Editora: Ferreira

Se no passado eram considerados gênios aqueles que dominavam a lógica e a matemática, isso já não é mais verdade.

Pelo menos para aqueles que optarem por estudar a disciplina pela obra de Nonato de Andrade.

Esse livro congrega teoria e prática e 900 questões comentadas para ajudar o candidato na constrição da compreensão da matemática básica e da lógica.

Raciocínio Lógico Passo a Passo

Autores: Mauro César Nunes e Luiz Cláudio Cabral

Editora: Campus – Série Provas e Concursos

Esses dois autores renomados no âmbito dos concursos públicos trouxeram a campo uma obra simplesmente fantástica.

O termo “passo a passo” é exatamente a forma encontrada por eles para levar o estudante ao conhecimento profundo da matéria.

Conceitos como estrutura, proposições, tabelas-verdade e argumentações são explicados e fixados com questões práticas.

Matemática e Raciocínio Lógico – Nível Médio e Superior

Autores: Mauro César Nunes e Luiz Cláudio Cabral

Editora: Saraiva – Coleção Concursos Públicos

Com coordenação dos professores Luiz Flávio Gomes e Fabrício Bolzan, esse livro foi escrito por Damares Pavione, cuja experiência em concursos é muito grande.

Conciso e com seu conteúdo voltado especialmente para os principais concursos de níveis superior e médio, o livro aborda a teoria de maneira a ajudar o candidato a superar as maiores dificuldades dentro do tema.

Apesar de parecerem semelhantes, cada obra citada neste artigo possui um caminho único de conduzir o concurseiro ao aprendizado da disciplina.

Como em todas elas as questões são extraídas de provas anteriores dos mais diversos concursos públicos (para vários órgãos e cargos) elas são indicadas para a maioria dos certames.

Vale lembrar que ainda existem no mercado outros títulos que explicam o conteúdo usando como base uma banca específica.

O objetivo é desvendar o estilo de cada uma de cobrar o conteúdo pedido.

Escolha com cautela os materiais para estudo e garanta seu lugar como servidor público.

E se você também tem algum livro interessante para indicar, escreva para nós através dos comentários!

Seja Aprovado em Qualquer Concurso!

Se você ainda tem alguma dúvida não deixe de escrever para nós através dos comentários e continuar acompanhando as nossas dicas!

Espero que esse artigo possa te ajudar de alguma forma…

Sucesso e bons estudos!

Léo Oliveira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.