Resiliência: Descubra o seu papel na evolução do concurseiro

Resiliência é uma palavra muito utilizada ultimamente quando o assunto é estudar para Concurso.

Mas, por acaso você sabe o que significa a palavra resiliência? Sabe o que significa ser resiliente?

Fique ligado, pois nesse artigo eu vou comentar exatamente sobre o significado dessa palavra e a sua importância para o bom resultado do concurseiro de sucesso!

…Você provavelmente já está cansado de saber que vida de concurseiro não é fácil, não é mesmo?

Para conquistar o sonhado cargo público, é preciso se dedicar muito, muitas vezes abrindo mão de um estilo de vida mais tranquilo para abraçar a disciplina e organização, estudando com foco implacável.

O problema é que, nessa empreitada — como em praticamente qualquer outra pela que passamos na vida —, obstáculos e decepções podem atravessar nosso caminho, e não conseguir se recuperar de situações como essas pode significar colocar todo o seu esforço a perder.

Por causa disso é que dissemos que o concurseiro precisa, além de características que o permitam se dedicar com afinco à preparação para a prova, de muita resiliência.

Mas você sabe o que é essa qualidade e de que maneira ela pode te ajudar ao longo dos estudos e como você pode desenvolvê-la?

Pois é sobre isso que vamos falar no post de hoje! Confira:

crisis

O que é a resiliência?

Se você está estudando Física para o concurso que irá prestar, pode ser que já tenha aprendido a respeito da propriedade que alguns corpos têm de retornar à forma original depois de terem sofrido uma deformação — é o que acontece, por exemplo, com as fitas elásticas, as molas e até aquelas bolinhas de borracha antiestresse, sabe?

Por mais que você as pressione e estique, quando parar de exercer força, elas vão voltar ao estado original, não é?

Pois a resiliência de que estamos falando aqui também é mais ou menos assim, mas em vez de agir sobre um corpo, age sobre o seu estado mental.

Explicamos: a resiliência no sentido figurado tem a ver com a capacidade de voltar a um estado de calma e neutralidade mesmo depois de passar por muito estresse e pressão.

Nesse sentido, a palavra costuma ser comparada à imagem de uma árvore que se dobra com a força do vento, mas não se quebra, ou a uma planta que nasce mesmo em lugares por onde passou a seca, o fogo ou outras adversidades.

Deu para entender que a resiliência é a capacidade de se manter firme e forte mesmo nas situações mais complicadas?

Então vamos passar para a importância desse conceito na vida de um concurseiro para você ver por que estamos falando disso!

Por que todo concurseiro precisa dessa qualidade?

Estudar para prestar um concurso não é fácil, mas existem muitas situações em que a resiliência pode te ajudar. Veja só:

Controlar o medo e o nervosismo

É impressionante a quantidade de candidatos capazes e bem preparados que se deixam levar pela ansiedade na reta final da preparação e até no dia da prova do concurso, fazendo toda a sua dedicação ir por água abaixo.

Nesses casos, ser resiliente significa conseguir passar por cima desse desespero e transformar a energia do nervosismo em concentração para dar o melhor na hora do exame!

Por mais que a ansiedade esteja fazendo o coração disparar, quem tem resiliência consegue manter a autoconfiança intacta e enfrentar a situação sem se deixar levar. Será que você tem essa qualidade?

Lidar com a pressão da família e dos amigos

Não é incomum que pessoas que não estão familiarizadas com o mundo dos concursos não entendam toda a dedicação do concurseiro.

Muitos se perguntam o porquê de tantos sacrifícios e esforço e reclamam de exagero e paranoia por parte de quem está se preparando com tanto afinco.

Isso se é que não questionam e até fazem chacota das tentativas determinadas do concurseiro que, ano após ano, batalha para conquistar o sonhado cargo.

Nesse contexto nada motivador, a resiliência é essencial para que as críticas e cobranças de amigos e familiares pouco compreensivos possam “entrar por um ouvido e sair por outro”.

É preciso que você tenha muita certeza do que quer para seguir em frente confiante, sem se deixar afetar pelo que os outros pensam, e isso também é resiliência.

Contornar problemas pessoais

Além de toda a tensão que envolve o estudo para o concurso, pode ser que, por cima de tudo isso, ocorram situações pessoais capazes de te desestruturar por inteiro.

Quando isso acontece, o concurseiro também precisa ser resiliente para conseguir voltar ao pique depois de sofrer o impacto.

Não dá para controlar o que vai acontecer nas nossas vidas, mas independentemente de tudo isso, quem está com os olhos e o coração no futuro consegue se reerguer para continuar a batalha pelo seu sonho!

Se preparar com tranquilidade

Mesmo com o apoio da família e dos amigos, a vida pessoal em calmaria e o nervosismo sob controle, há quem perca confiança já nos estudos, ao se deparar com uma matéria muito difícil, falhar em um simulado ou não conseguir cumprir uma meta.

Aqui também, a resiliência é essencial para conseguir manter sua segurança inabalável e transformar a frustração em um impulso para fazer mais e melhor.

Você consegue fazer isso?

Resiliência 3

Saber se reerguer diante de uma derrota

Todo mundo sabe que concursos públicos são, em princípio, muito concorridos, não é verdade?

E isso significa que passar de primeira raramente acontece, então é bem provável que, antes de conquistar esse sonho, você precise enfrentar o exame muitas vezes.

A resiliência nesse caso, vai te ajudar a se manter de cabeça erguida depois de cada derrota, até que você chegue aonde quer.

É claro que a decepção de ser reprovado ou não conseguir a classificação é enorme, mas passado o susto, é preciso voltar à preparação para tentar de novo, de preferência com a cabeça fria o suficiente para analisar seus erros, ver o que não deu certo e adotar uma nova estratégia para o próximo edital.

Não há nada de errado em precisar fazer várias tentativas antes de passar em um concurso, e quem conseguir se recuperar depois de cada falha e aprender com os próprios erros com certeza vai alcançar a aprovação mais rapidamente!

Descubra o papel da resiliencia na evolucao do concurseiro

Como desenvolver a resiliência?

Viu como a resiliência é importantíssima na jornada de qualquer concurseiro?

Então chegou a hora de descobrir como adquirir essa qualidade! Siga essas dicas:

Pense em longo prazo

Às vezes, a vida de concurseiro pode mesmo parecer desesperadora: há muito o que estudar, geralmente em pouco tempo, e com frequência é preciso ainda conciliar o trabalho atual com a preparação, isso sem considerar outras situações não relacionadas ao concurso que podem estar acontecendo.

Mesmo assim, lembre-se de que, por mais terrível que seja esse momento, você está passando por ele por um propósito: conquistar um cargo melhor.

Antes de se descabelar, então, procure olhar para frente e focar no seu objetivo.

Isso vai te ajudar a se manter calmo e equilibrado durante os piores momentos e te motivar a continuar para chegar aonde almeja!

Procure se conhecer

Durante os estudos, pode ser que você se depare com metas que não consegue alcançar, tenha dificuldade em compreender certas matérias e falhe em alguns exercícios.

Para adquirir resiliência nessas situações, é preciso que você aja de maneira proativa ao invés de reativa.

Não entendeu?

É o seguinte: para não ficar parado em frente a um obstáculo, você precisa reconhecer suas próprias deficiências e, em vez de tentar combatê-las com violência, aceitá-las para tentar contornar o problema.

Se não estiver conseguindo estudar a partir de determinada apostila, que tal procurar um material em vídeo?

Sabe que matemática não é a sua melhor matéria? Então por que não rever alguns conceitos básicos antes de partir para os mais complexos?

Conheça seus pontos fracos e fortes, aceite-os e saiba lidar com eles de forma resiliente para não ficar estagnado!

Acredite em você

Será que aquela cobrança violenta consigo mesmo está realmente te ajudando a seguir em frente?

Pense bem: seria mesmo possível — e plausível — fazer mais do que você está fazendo no momento?

Se você já está se esforçando ao máximo para conquistar o concurso, não tem por que duvidar da sua capacidade.

Não importa o que os outros candidatos estão fazendo, quantos estão concorrendo à vaga ou quão melhor preparados eles estão.

Se você já está fazendo tudo o que pode para dar o seu melhor no concurso, acredite em si mesmo.

Estar dando o seu máximo significa, obviamente, que não há mais nada que você possa fazer — considerando, é claro, que como ser humano você também precisa se divertir, relaxar, comer, tomar banho, etc., certo?

Sendo assim, mande para longe os pensamentos de dúvida e insegurança e tenha em mente que, independentemente do resultado, você conseguiu o seu melhor!

Afinal, para que correr o risco de se prejudicar por causa da sua própria mente?

Confie na sua capacidade!

Pode não parecer, mas o seu psicológico também tem um papel muito importante no seu sucesso, principalmente quando se trata de um desafio tão grande quanto passar em um concurso público.

Desenvolva a resiliência para se fortalecer de dentro para fora e jogue-se de cabeça nessa empreitada!

Seja Aprovado em Qualquer Concurso!

E aí, você acha que já é um pouco resiliente?

Em que pontos acredita que pode aproveitar melhor essa qualidade?

Compartilhe com a gente nos comentários e aproveite para conferir também nosso post com 4 dicas para vencer os obstáculos e se manter firme nos estudos!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.